Gestão de ativos de TI: da complexidade à inovação

Gestão de ativos de TI não é uma escolha. É uma obrigação para empresas que querem permanecer vivas no mercado. No mundo de hoje, toda e qualquer organização, de todos os tamanhos, já entendeu que a forma como lida com os recursos de tecnologia da informação é crucial para o sucesso ou fracasso do negócio.

Sua empresa trabalha para continuar crescendo e faturando, não é mesmo? Então, abra os olhos para a gestão de ativos de TI. Essa estratégia poderá ser um divisor de águas na sua competitividade e lucratividade.

Neste post, vamos explicar em detalhes para você o que é a gestão de ativos de TI, quais os benefícios e as principais etapas para colocá-la em prática. Ao final da leitura, você se sentirá bem preparado para arregaçar as mangas e manter a organização no caminho do sucesso!

Afinal, o que é gestão de ativos de TI?

Para explicarmos os benefícios e as etapas de uma gestão de ativos de TI bem-sucedida, é importante abordarmos o real significado do termo.

Em linhas gerais, o termo compreende a administração e o cuidado de tudo o que envolve os componentes tecnológicos de uma empresa. Isso inclui equipamentos físicos, como computadores e impressoras, até soluções intangíveis, como softwares, sistemas e servidores web.

Durante muito tempo, era considerada uma prática complexa, mas, com a popularização da tecnologia, se tornou muito acessível e a cada dia ganha mais espaço nas pequenas e médias organizações. Hoje, a gestão de ativos é fundamental para a empresa se manter inovadora.

Quais os benefícios da gestão de TI?

Gerenciar os componentes de tecnologia da informação se consolidou como algo estratégico e fundamental para as organizações. É uma prática que traz grande valor agregado e aumenta a produtividade da empresa. Elencamos abaixo os principais benefícios desse tipo de gestão:

  • redução de custo com manutenção e renovação dos ativos;
  • melhor aproveitamento e sinergia entre funcionários e ativos de TI;
  • otimização dos gastos na área de tecnologia da informação, evitando desperdícios;
  • melhora na qualidade da equipe técnica responsável pela área de tecnologia.

Quais as etapas de uma gestão de ativos de TI?

Você deve estar se perguntando se implementar uma gestão de ativos é algo simples ou complicado.

Apesar de ter sido considerada muito complexa no passado, hoje em dia é mais simples do que parece e, com a ajuda de profissionais especializados, com certeza você terá sucesso nessa empreitada.

Por isso, destacamos as principais etapas para iniciar uma gestão de maneira eficiente. Acompanhe.

Mapeie os ativos da empresa

Para uma gestão de sucesso, é importante mapear todos os ativos de TI que sua empresa ou organização possui. O primeiro passo da tarefa é elaborar uma lista com todos os componentes tecnológicos (equipamentos, softwares etc). Inclua também os usuários de cada um desses itens.

Com a lista em mãos, chegou a hora de fazer o mapeamento propriamente dito. Essa tarefa consiste em o gestor interligar os serviços de tecnologia entre si, mostrando as correlações existentes e revelando como um ativo depende do outro. Exatamente como um mapa.

É uma etapa importante e que permite ao gestor identificar com precisão a importância e os impactos da área de TI para toda a empresa.

Monitore o ciclo de vida dos ativos

Umas das grandes complicações para a área de TI são a manutenção e a renovação dos ativos. Essa tarefa exige bastante trabalho e recursos financeiros. Para reduzir a dor de cabeça, a dica é monitorar o ciclo de vida de cada item.

Em linhas gerais, o monitoramento consiste em acompanhar o desempenho dos ativos, checar se estão funcionando da maneira correta e há quanto tempo estão sendo usados na empresa.

Com essas informações, o gestor consegue planejar com mais precisão quais ativos necessitam de reparos, de manutenção e até mesmo quais deles devem ser trocados por novos.

Manter os ativos funcionando corretamente dá mais eficiência e produtividade à empresa, além de reduzir gastos com manutenção e reparos desnecessários.

Integre as informações internas

Gerenciar as informações de uma empresa é vital para o sucesso de qualquer negócio. Essa máxima também vale quando o assunto é gestão de ativos de TI. É importante que a organização reúna dados e informações de diferentes áreas e fontes em único local para melhor visualização por parte dos gestores.

Com as informações estruturadas, os gestores podem identificar gargalos e oportunidades de melhoria. Para ilustrar essa questão, vamos lançar mão de um exemplo.

Imagine um e-commerce que percebe que o índice de desistência de compras está mais alto do que o normal. Após detectar a situação, a equipe descobre que o problema não está com os clientes, e sim com o sistema que não efetua o pagamento corretamente.

Diante da situação, a empresa pode acionar rapidamente qual funcionário e qual tecnologia precisam ser abordados para solucionar o problema.

Capacite seus funcionários de TI

Treinamento, treinamento e treinamento. Esse deve ser o lema para qualquer relacionamento entre empresas e funcionários, mas fica ainda mais evidente quando se trata de ativos de TI. A tecnologia muda muito e requer aprimoramento constante da equipe de trabalho.

Por isso, não perca tempo. Quanto mais qualificados forem seus funcionários de TI, melhor eles saberão tirar proveito de cada ativo. Na prática, significa mais produtividade e eficiência para sua empresa.

Fique de olho nas novidades tecnológicas

Não são apenas os funcionários de TI que precisam ficar atento às novidades. A diretoria da organização também. Uma boa gestão de ativos requer dedicação para descobrir o que há de novo e de melhor no mercado.

O gestor também precisa pesquisar e testar muito para saber qual solução se aplica melhor à realidade da empresa. Além disso, é importante considerar os valores praticados. A tendência da gestão de TI é buscar soluções em cloud, que apresentam preços flexíveis e permitem o crescimento da empresa em escala.

Agora que você entendeu as etapas e os benefícios da gestão de ativos de TI, que tal entrar em contato com a gente? É importante você ter acompanhamento especializado e com profissionais que entendem do ofício. Uma empresa parceira fará você economizar tempo, recursos e, de quebra, melhorar a qualidade da sua gestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *