Banner image

Culture Code: 6 dicas para criar essa cultura dentro da empresa

21 de novembro de 2018
Por Felipe Alves

Toda empresa tem uma identidade própria, constituída por princípios, valores e objetivos a longo prazo. Contudo, são justamente esses fatores que a diferencia das demais organizações e faz com que ela ganhe espaço, de preferência, no mercado consumidor. Nesse sentido, o Código de Cultura ou Culture Code, no inglês, é uma forma de sistematizar e registrar essa identidade institucional.

Ao criar uma cultura de atendimento na empresa e padronizar os processos institucionais, é possível obter reflexos no ambiente interno e externo da organização. Isso porque há um alinhamento quanto ao comportamento dos colaboradores entre si, com os clientes e com o mercado.

Para entender mais sobre o Culture Code e entender como aplicá-lo na organização, continue a leitura deste post!

O que é Culture Code e quais benefícios isso traz?

Se a identidade é o que diferencia a empresa no mercado, é fundamental preservá-la. É justamente dentro desse contexto que o Culture Code surge. Trata-se de um documento que reúne um conjunto de padrões de comportamento, conhecimentos e hábitos da cultura institucional.

O objetivo é que cada colaborador saiba como agir e como guiar sua conduta no trabalho para corresponder aos princípios determinados. Geralmente, esse compilado é organizado e propagado na comunidade empresarial.

Os benefícios do Culture Code são inúmeros, e um deles é o aumento da produtividade dos colaboradores. Isso ocorre porque, quando os funcionários são bem direcionados às atividades, conhecendo as diretrizes e os objetivos da instituição, há um maior alinhamento dos métodos de trabalho e a otimização dos processos.

Além disso, o código contribui para a formação de uma equipe coesa para o atendimento, o que é fundamental para a manutenção da reputação da empresa de sua credibilidade. Todos esses fatores têm, por consequência, o aumento dos lucros e o lançamento da marca no mercado.

Como elaborar o Culture Code da empresa?

Implementar o Culture Code na empresa, apesar de exigir organização, não é tarefa impossível. Com algumas boas práticas é viável aplicá-lo dentro da empresa.

1. Defina os principais valores da organização

Primeiramente, é preciso definir quais são os valores e princípios da empresa, assim como seus objetivos e propósitos. Nesse sentido, buscar dados e sistematizar o máximo de informações possíveis será importante para a elaboração do documento.

Uma dica é ouvir a opinião dos colaboradores sobre a cultura organizacional, de modo a compreender as diferentes percepções e tentar resgatar o que há de melhor na instituição.

2. Reúna as informações mais importantes

Após recolher todas essas informações, selecione aquelas que você deseja dar ênfase para consolidar a identidade da empresa. Lembrando sempre que esse documento é o que guiará os funcionários em todas as suas atividades. Reúna, portanto, princípios relevantes que você deseja transmitir ao cliente de maneira clara e objetiva. 

3. Faça a divulgação

Após a elaboração do Culture Code, revise-o gramaticalmente e o divulgue para seus clientes externos e internos. Para obter todas as vantagens que esse documento pode oferecer, é essencial apresenta-lo ao trabalhador, com intuito de que absorvam as missões e os valores.

Não hesite, também, em divulgar para a comunidade externa seu código. Tanto para clientes quanto para potenciais colaboradores, já que é importante conhecer a dinâmica da empresa.

4. Engaje o time

Apesar de o Culture Code ser peça-chave para obtenção de resultados, ter uma equipe engajada é fundamental para que a cultura seja sustentada ao longo do tempo. Afinal, a ideia é a criação efetiva de uma identidade institucional.

Nesse sentido, treinamentos e capacitações poderão ser essenciais para trazer os funcionários para a mesma vibração do código. Além disso, é importante estar atento ao recrutamento de funcionários.

Contratar pessoas que tenham visões similares aos da empresa é extremamente contributivo para o desenvolvimento da instituição e também para a motivação dos trabalhadores que estarão ao redor.

5. Tenha um sistema de atendimento

Para organizar o atendimento ao cliente e torná-lo eficiente, é importante oferecer à equipe ferramentas que agilizem os processos internos. É interessante, ainda, investir em softwares de helpdesk que automatizam o atendimento. 

Assim, você poderá elevar consideravelmente a qualidade desse serviço ao consumidor sem precisar se preocupar com esperas excessivas. A implementação de tecnologias permitirá que o grupo organize dados cadastrais, obtenha um histórico dos atendimentos e guarde dados coletados para o auxílio em futuras tomadas de decisão e formação de estratégias do negócio.

6. Atualize-se sobre a empresa

Construir uma cultura organizacional que perdure no tempo e alcance resultados positivos exige conhecimento profundo sobre os problemas da instituição. Por esse motivo, é interessante criar estratégias para acompanhar as etapas e as pessoas envolvidas no atendimento ao cliente.

Ao medir o desempenho dos colaboradores, será possível estimular a produtividade e gerir com maior eficiência esse setor.

Por que a cultura de atendimento deve ser criada na empresa?

O atendimento passou a ser uma das bases do negócio, deixando de representar simplesmente um departamento empresarial. Isso porque, para conquistar a confiança do público e subir no mercado, é necessário estabelecer um relacionamento saudável com o cliente. 

Percebeu-se que criar uma cultura organizacional voltada ao atendimento e colocando no centro das estratégias o consumidor faz com que a percepção sobre os serviços da empresa seja mais positiva. Isso aumenta os níveis de fidelização e traz maiores oportunidades de crescimento à organização.

O Culture Code, dentro do contexto de construção de cultura de atendimento, será o responsável pela compilação dos diversos valores relevantes ao cliente e ao negócio. Os objetivos, contudo, são vários. Construir critérios de recrutamento de profissionais, melhorar o desemprenho dos colaboradores e proporcionar uma experiência relevante ao cliente estão entre alguns deles. 

O código de cultura ainda é um mecanismo pouco utilizado entre as corporações e só começou a ganhar destaque no ano de 2009, quando a Netflix divulgou publicamente o seu. Reconhecida pelo atendimento diferenciado ao consumidor, a empresa buscou reforçar, nesse compilado, valores como liberdade e responsabilidade.

Além da Netflix, outras instituições buscam construir seu Culture Code, reforçando princípios como honestidade, independência e eficiência, e tornando o termo cada vez mais conhecido no mundo corporativo. 

Agora que você já sabe como criar um Culture Code dentro da empresa, que tal descobrir como o atendimento ao cliente pode ser uma ferramenta estratégica de negócio?