Saiba o que fazer para implementar a gamificação na gestão de TI da sua companhia

Manter os colaboradores motivados e engajados com os objetivos da empresa é um dos maiores desafios de um gestor. Por mais que todos os funcionários sejam encorajados constantemente, em algum momento eles podem acabar desanimando. Uma estratégia de gamificação na gestão de TI pode ser a resposta para esse problema!

Nas próximas linhas, nós vamos mostrar para você como a teoria dos games pode ser aplicada na gestão de TI como peça de motivação. Não perca tempo e mãos à obra!

Gamificação na gestão de TI

Você sabe o que é gamificação? Bom, já faz alguns anos que esse termo tomou conta de alguns setores nas empresas. É basicamente o uso de teorias de jogos para obter algum resultado, seja o maior engajamento de clientes, o aumento de vendas ou, no caso deste post, para a motivação dos colaboradores.

Essa técnica utiliza aspectos cognitivos para melhorar o desempenho no cumprimento de tarefas ou na aprendizagem. Isso é feito por meio de ações e recompensas que acabam por estimular o colaborador a buscar mais interação com o jogo.

Funcionamento

Nos games, existem dois fatores que são responsáveis diretos pelo engajamento dos colaboradores: o poder e o reconhecimento. Quem inicia um game espera ser reconhecido por suas conquistas perante os outros jogadores, que também estão engajados.

O reconhecimento recebido por um determinado indivíduo dentro do jogo estimula os outros participantes a também buscarem meios de se destacar, promovendo a motivação dentro da equipe de TI.

Já o poder pode ser dividido em dois outros pontos, o querer e o gostar, ambos imprescindíveis para o sucesso de uma estratégia de gamificação. O querer significa que o colaborador, para se sentir poderoso, deve querer buscar ser o melhor e se destacar, cumprindo as ações para receber as suas recompensas.

Além disso, é claro, o jogo deve ser agradável ao ponto de que eles não se sintam forçados a jogar apenas para obter as recompensas, mas porque gostam.

Vantagens da gamificação

São vários benefícios que sua empresa pode alcançar ao introduzir uma estratégia de gamificação. Entre as principais vantagens, podemos citar:

  • estimula a competição saudável — os colaboradores vão competir entre si para demonstrar que são melhores, trazendo uma maior produtividade para a empresa;
  • sentimento de conquista — atingir os objetivos e bater as metas vai motivar ainda mais o colaborador;
  • medição de desempenho — com a avaliação dos resultados, é possível verificar quais as forças e fraquezas de cada um para capacitá-los de acordo;
  • ensinamento prático — o treinamento para atuação na área de TI é um dos processos de admissão mais demorados. A gamificação pode facilitar muito a tarefa utilizando jogos para treinar novos funcionários.

Implantação da gamificação

Vamos listar um passo a passo simples para que você possa desenhar um esboço de iniciativa de gamificação na gestão de TI de sua empresa. Esse guia mostrará o caminho inicial que você deve seguir, sendo possível, em uma próxima etapa, contatar uma empresa de consultoria especializada em gamificação para criar seu jogo.

1. Resultados

O primeiro item a ser verificado e planejado é o modo como serão mostrados os resultados. Barras de experiência e níveis de crescimento são possibilidades de mensurar a evolução dentro do game. Isso é importante para demonstrar aos colaboradores que eles estão se desenvolvendo.

2. Objetivos

Para manter o interesse do jogador, é preciso criar uma série de objetivos paralelos, com níveis de dificuldade (uns mais simples e outros mais complexos), que poderão ser desbloqueados de acordo com a experiência do colaborador dentro da plataforma.

3. Recompensas

Um dos itens responsáveis pela motivação dos colaboradores em continuar jogando são as recompensas obtidas após o cumprimento de tarefas e o alcance de objetivos. É interessante criar uma série de troféus virtuais e investir até mesmo em alguns prêmios fora da plataforma.

4. Feedback

É interessante realizar um feedback da situação do jogador de forma clara e rápida, permitindo que ele seja avaliado sempre que queira. Com isso, o modelo de gamificação fica mais dinâmico e não coloca uma pressão desnecessária sobre o colaborador, forçando ele a participar de uma avaliação engessada.

5. Incerteza

O aspecto da incerteza é responsável por instigar os colaboradores a terem mais vontade de participar das iniciativas de gamificação. Ao incutir a dúvida, o jogador já não tem certeza se conseguirá atingir determinado objetivo e tem de se desafiar para tal.

É possível colocar também algumas pequenas punições para aqueles que não atingirem a meta, porém, nada muito sério para não surtir um efeito desmotivacional.

6. Janela de atenção

A criação de diversas metas secundárias é importante, no entanto, é preciso criar uma trilha principal, uma janela de atenção contendo os objetivos principais a serem alcançados. Para destacar esses objetivos dos outros, pode-se dar recompensas maiores pelos seus cumprimentos.

7. Social

É claro que somar uma grande pontuação é algo que perde a graça se você não pode mostrar para ninguém. Para atender a esse quesito, é preciso desenvolver o lado social do jogo, permitindo que os colaboradores possam interagir entre si. Isso causa um sentimento de união e aumenta a motivação do grupo.

Exemplos

Vamos dar alguns exemplos de como introduzir certas tarefas do dia a dia da equipe de TI junto a metas para criar pequenos desafios com ambientação em gamificação.

  • distribuir troféus virtuais de “agilidade” aos colaboradores que respondam a todos os chamados abertos em um tempo determinado;
  • criar uma tabela de pontuação de acordo com cada tarefa executada, tempo e dificuldade, repassando os pontos quando a tarefa for finalizada;
  • criar troféus virtuais de “bom trabalho” com pontos extras para colaboradores que cheguem ao final do dia sem nenhum chamado em aberto.

Vários outros exemplos poderiam ser utilizados para demonstrar como atividades rotineiras podem ser incrementadas com a teoria dos jogos, aumentando a produtividade e satisfação dos colaboradores.

A gamificação na gestão de TI é uma ferramenta incrível que, se bem aplicada, pode facilitar muito o gerenciamento do setor de tecnologia e sua eficácia dentro do negócio.

Quer continuar por dentro de mais assuntos interessantes? Siga-nos no Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter e YouTube e veja muito mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *