Indicadores de produtividade na empresa: saiba os principais e acompanhe

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Acompanhar os indicadores de produtividade da empresa e de setores como o de TI é uma ação essencial que garante a utilização dos recursos e infraestrutura no limite seguro de suas capacidades.

Mas será que o conceito mais adequado de eficiência produtiva está internalizado em seu negócio? É muito comum que o aumento da produção e produtividade sejam usados como sinônimos, quando na verdade, não são.

Neste post discorreremos sobre tais conceitos, quais os principais tipos de indicadores de produtividade e como sua empresa pode utilizá-los para otimizar sua gestão. Confira!

Uso dos indicadores de produtividade da empresa em sua gestão

Tecnologias são desenvolvidas para permitir que as empresas otimizem seus processos, comuniquem-se com seus clientes à distância e façam transações comerciais integralmente pela internet.

São tantas possibilidades que, saber em que investir seus recursos financeiros para produzir resultados mais relevantes e se sobressair diante da concorrência, pode ser o ponto crucial para que uma empresa conquiste seu sucesso. Além, é claro, de garantir que todos os seus recursos — humanos e estruturais — estejam atuando em alta performance.

Nesse ponto, os indicadores de produtividade são essenciais para controlar e garantir níveis mais satisfatórios e lucrativos. No entanto, existem alguma diferença em relação ao volume produtivo? Entenda a seguir!

Diferença entre aumento de produção e produtividade

Para ficar claro, existem diversas maneiras de aumentar a produção, seja investindo em mais maquinários e recursos humanos ou fazendo um controle e otimização dos recursos atuais, aprimorando o processo produtivo.

Ao aumentar a produtividade, portanto, garante-se maior eficiência dos recursos e um retorno mais satisfatório sobre seu investimento.

Principais indicadores de produtividade

Considerando que todos os recursos e elementos podem ser otimizados e ter suas performances melhoradas, podemos acompanhar a produtividade por diferentes tipos de indicadores. Acompanhe!

Indicadores de qualidade

Os indicadores de qualidade medem o nível em que serviços, processos ou produtos são executados. Assim, quanto mais eficientes forem suas execuções, maiores serão os níveis de satisfação.

Entre as métricas utilizadas para acompanhar esse desempenho, temos:

  • nível de satisfação dos clientes: quando compradores, usuários e outros públicos que recebem os produtos ou serviços indicam o quanto suas necessidades foram atendidas. Pode ser medido por feedbacks recebidos ou pesquisas do tipo Net Promoter Score (NPS), após a conclusão de etapas e entregas;
  • taxas de conversão: medem o volume de vendas realizadas considerando o número de abordagens. Nesse caso, são mais comumente utilizadas na área comercial, mas podem ser adaptadas a outros setores;
  • First Call Resolution (FCR): acompanha o volume de demandas concluídas satisfatoriamente em uma única chamada. Mede a eficiência dos serviços prestados e, portanto, também tem relação com a qualidade.

Indicadores de capacidade

Indicadores de capacidade são aqueles que permitem avaliar o quanto um setor, maquinário ou equipe, consegue produzir em determinado período. Por esse motivo, uma de suas bases mais fundamentais é seu histórico.

Uma equipe de help desk, por exemplo, pode atender 100 chamados por hora. Desse modo, ao elaborar uma escala de especialistas ou analisar a possibilidade de incluir um novo cliente, é preciso consultar o quanto a capacidade está comprometida.

Indicadores estratégicos

São mais específicos e ligados ao segmento da organização. Uma empresa de terceirização de call center, por exemplo, deve acompanhar desempenhos do tempo médio de atendimento, número de ligações atendidas, entre outros aspectos.

Eles são estratégicos e, por isso, permitem que a empresa analise o quanto os objetivos já foram alcançados.

Indicadores de lucratividade

Os indicadores de lucratividade demonstram o quanto as ações realizadas estão trazendo retornos acima do que foi necessário investir para que elas ocorressem. Assim, podemos listar entre elas:

  • taxa de conversão: já citada anteriormente, e que diz respeito ao volume de vendas ou demandas convertidas em comparação ao que foi gerado. Isso significa que em um help desk, o volume de renovações de serviços ou de aceite para upgradings em relação ao que foi ofertado pode demonstrar o potencial de lucro gerado;
  • ticket médio: avalia o quanto um cliente está gastando, em média, com os serviços ofertados. Quanto maior for sua aderência aos serviços, maior será o lucro em comparação ao que foi investido para atraí-lo.

Indicadores de competitividade

Indicadores de competitividade demonstrarão qual a fatia de mercado a empresa detém frente aos concorrentes, o nível de autoridade e referência que um negócio tem na percepção de seus clientes.

Considerando as ações de marketing e relacionamento realizadas, ser a referência de mercado demonstra que suas ações, ainda que mais pontuais que a de seus concorrentes, são eficientes e trazem retornos mais significativos.

Indicadores de turnover

Esse indicador pode acompanhar o desempenho de retenção de clientes e funcionários. No primeiro caso, indica o quanto o setor comercial e operacional está atendendo às necessidades dos clientes, fazendo ofertas personalizadas e garantindo um nível de serviço satisfatório.

Reter o cliente e aumentar seu tempo de vida na empresa, também melhora seu desempenho quando o assunto é retorno sobre o investimento. Assim, o valor investido para trazer descontos, atrair o cliente e converter seu negócio, é compensado com o passar do tempo e melhorado até que gere mais lucro.

O turnover pode ser usado para avaliar a produtividade e o sucesso das ações de gestão de recursos humanos para reter seus talentos. Quanto menor a taxa de turnover, melhor seu desempenho.

Esse acompanhamento e controle traz uma série de outros benefícios, como a qualidade dos serviços que, quando executadas por especialistas que dominam a área e os processos, são mais eficazes e definitivos.

Como se pode ver, muitos indicadores se relacionam e trazem perspectivas para diferentes avaliações, como qualidade, produtividade, financeiros, entre outros.

Os indicadores de produtividade da empresa, portanto, permitirão que o gestor faça uma avaliação geral do negócio, perceba seu andamento e, ao mesmo tempo, faça análises individuais de cada setor para fazer correções e melhor a performance como um todo.

E se a TI, juntamente com a área comercial, ditam a velocidade que o negócio pode crescer, é imprescindível que os indicadores de produtividade da empresa e desse setor sejam constantemente acompanhados e corrigidos, certo?

Desenvolvemos um conteúdo que traz importantes estratégias para sua otimização. Confira agora mesmo 8 práticas para favorecer o aumento da produtividade da equipe de TI!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.