Conheça as principais tendências em gestão de TI para 2019

A velocidade com que novas ferramentas entram no mercado é impressionante. As soluções em gestão de TI estão aí para comprovar que é preciso se esforçar muito para acompanhá-las.

A gestão de tickets não pode ser mais como era antigamente, por planilhas compartilhadas. Os softwares foram otimizados com soluções de integração e o uso da inteligência artificial para tornar tais processos eficientes e automatizados.

O inventário de TI e outras funcionalidades do setor também não ficarão para trás. Quer saber quais soluções estarão mais fortalecidas em 2019? Confira no post.

Proteção e gestão de dados

Algumas empresas mundialmente famosas, como o Facebook, viram seus dados atacados e vazados nos últimos anos. Considerando os impactos de tais falhas, o mercado tem se mobilizado para desenvolver soluções de segurança e proteção do Big Data.

O volume de dados gerados nas empresas também sobe de forma consistente. Dessa maneira, as tendências em segurança de dados e senhas de acesso seguem essas duas linhas para melhoria de suas performances.

Entre as tendências, algumas soluções como blockchains privadas, também chamadas de sidechains, garantem o armazenamento e a transação de dados entre os usuários da empresa com a segurança que a criptografia oferece.

Além disso, elas podem ser otimizadas com auditabilidade anônima de metados, que, como o próprio nome diz, realiza a conferência das informações com soluções avançadas de proteção das informações.

Análise preditiva na gestão de TI

Outra tendência que será fortalecida em 2019 é a utilização de análises preditivas na gestão de TI. O uso de dados para avaliação do desempenho e proposição de melhorias nos processos, considerando combinações de dados de diferentes fontes, possibilita tomar decisões mais eficientes.

O Business Intelligence, que era a área que dominava o uso de tais soluções, perderá cada vez mais sua hegemonia e verá o uso de análises complexas em decisões em nível gerencial e operacional.

É preciso lembrar que tais soluções também complementam o uso da Inteligência Artificial, Machine Learning e Internet of Things, que igualmente acompanharão as inovações desse setor.

Realidade aumentada

A experiência do usuário está sempre em foco nas inovações que o mercado de TI traz. Por isso, serviços utilizando realidade aumentada serão cada vez mais frequentes.

Ela servirá tanto para oferecer ambientes de compras personalizados de acordo com o biotipo de uma pessoa, como para criar manuais interativos de aparelhos e equipamentos. Isso vai permitir que reparos e configurações sejam realizados pelo próprio usuário.

Em termos de experiência, sem dúvidas, essa é uma das soluções que mais entregará valor para as empresas que utilizarem, e, claro, para seus respectivos clientes. 

Inteligência Artificial

As aplicações para a Inteligência Artificial (AI) são infinitas. Ela é utilizada para calcular manutenções preventivas em máquinas de escritório ou de chão de fábrica, para o atendimento de clientes conectadas ao chatbot e muito mais.

Assim, novas aplicações invadirão o mercado trazendo a possibilidade de automatizar mais processos e criar experiências cada vez mais eficientes e relevantes para os clientes.

Integração inteligente de sistemas da empresa

As integrações entre sistemas utilizadas atualmente são muito eficientes, mas podem ser melhoradas de maneira substancial. Por isso, é possível elencar que, dentro das tendências do mercado de TI para esse ano, algumas surpresas podem surgir nesse sentido.

Pode-se esperar, por exemplo, que elas sejam mais eficientes para promover automação de alguns processos de preenchimentos de dados que ainda não eram possíveis, bem como a eliminação de imputs duplicados.

O apontamento de falhas e a organização do Big Data também poderão ser contribuições de tais integrações inteligentes, permitindo, assim, que sistema de BI e outras soluções que se alimentam dessa base sejam ainda mais otimizados.

Gêmeo digital

Como as empresas estão investindo intensamente na personalização de seus produtos e serviços e, ao mesmo tempo, no processamento ágil dos pedidos, criar soluções que garantam a otimização desses processos pode ser muito importante.

O gêmeo digital funciona como um ambiente duplicado de um processo de concepção de um produto ou serviço. Portanto, pode ser utilizado como pontapé inicial para o atendimento de outro cliente em caráter de urgência. Por já terem etapas concluídas, a entrega poderá ser realizada muito mais rapidamente.

Ética e leis que regem o setor

Vários países e organizações estão reformulando leis e suas formas de atuação no mundo digital e globalizado. Os riscos de ataques malware e falhas decorrentes de processos consideravelmente automatizados também fazem com que as entidades se movimentem no sentido de regulamentar cada vez mais o setor.

Isso garante punições mais rígidas aos responsáveis por sequestrar dados ou fazer pedidos de resgates, por exemplo. A grande questão é que algumas leis esbarrarão em outros elementos consolidados do setor atualmente, como é o caso da tecnologia blockchain e suas ações em anonimato, por exemplo.

Dentro dessa evolução, é possível que soluções que atendam as duas características sejam apresentadas.

Cloud computing

O cloud computing também será fortalecido nesse cenário de evolução, garantindo o uso de seu armazenamento seguro para propagar a utilização de ferramentas e suas devidas atualizações para diferentes filiais de um cliente, por exemplo.

Um direcionamento possível para a continuidade de sua modernização é a segurança de dados e redução de custos. Afinal de contas, a estrutura atual de uma empresa para manter servidores e processadores é muito grande, além, é claro, de eventuais licenças de uso de alguns sistemas e aplicativos. Intensificando o uso do cloud computing, tais custos e entraves serão solucionados facilmente.

Essas evoluções e tendências para a gestão de TI também se completam, como é o caso das soluções que estão evoluindo no campo da segurança de dados e o cloud computing, por exemplo. Ou seja, seus efeitos podem ser ainda mais potencializados para o negócio.

É claro que, com isso, serviços de help desk e gestão de inventário precisarão ser muito mais eficientes e agregadores. Em outras palavras, deverão atuar não somente no modelo reativo, mas também no preventivo e estratégico, pontuando quais as melhores ações e investimentos realizar para otimizar a gestão de TI de uma empresa.

Gostou do que está por vir no mercado de gestão de TI? Então, compartilhe agora mesmo em suas redes sociais para que seu time e clientes também fiquem por dentro das novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *