Conheça 5 benefícios da infraestrutura hiperconvergente

Uma das tendências que vem ganhando força nos últimos tempos na área de Tecnologia da Informação é a chamada infraestrutura hiperconvergente.

A convergência da TI, porém, relaciona-se mais aos negócios do que à própria parte técnica. Ter um melhor gerenciamento da infraestrutura de TI, ou seja, a habilidade de ajudar a empresa a racionalizar seus investimentos atuais e aumentar a agilidade dos negócios, é um objetivo primordial.

Os negócios precisam de uma solução com um ótimo custo-benefício, que também melhore a função e a gestão global.

A hiperconvergência permite exatamente isso: todos os princípios da convergência (infraestrutura, padronização e plataformas de administração comuns) são direcionados a um nível superior de virtualização e armazenamento de dados em alta performance.

Quer saber mais sobre o conceito de hiperconvergência, para quem seu uso é indicado e quais são suas 6 principais vantagens? Então, leia este artigo até o final!

O que é uma infraestrutura hiperconvergente?

A infraestrutura hiperconvergente é a integração dos principais componentes de TI que permite a convergência de armazenamento físico em servidores. Assim, há uma abordagem de componentes básicos com recursos de dimensionamento horizontal, um melhor desempenho e mais elasticidade na escalabilidade.

Trata-se de uma solução que fornece todos os benefícios de um data center. Porém, o sistema é mais simples, virtualizado em um único hardware, fácil de gerenciar e seguro.

A infraestrutura hiperconvergente pode modernizar o data center e melhorar os processos da empresa. Essa é considerada uma evolução da TI, uma nova arquitetura capaz de melhorar o gerenciamento, o desempenho e a escalabilidade.

As empresas têm, cada vez mais, a necessidade de potencializar a eficácia de seus servidores, devido ao alto volume de dados e processos — principalmente se o local não for bem projetado.

Com a virtualização, as máquinas físicas foram transformadas em virtuais, reduzindo o espaço, diminuindo gastos e trabalhando em diferentes sistemas operacionais com facilidade. A funcionalidade é o que torna a hiperconvergência benéfica a basicamente qualquer departamento de TI (até mesmo aos de pequenas companhias).

A infraestrutura hiperconvergente surge como a evolução da convergente e, ao aproveitar a computação em nuvem, reduz ainda mais os gastos. São propostos um aumento na eficiência operacional da TI e a diminuição da complexidade das operações, com o escalonamento dos recursos de forma automática.

Quais as diferenças entre a infraestrutura de TI tradicional, convergente e hiperconvergente?

Vista como uma tendência que ganha cada vez mais espaço em empresas que precisam atender à escalabilidade linear e às necessidades de gerenciamento ou armazenamento de dados de alta performance, a hiperconvergência carrega uma diferença entre as arquiteturas. Confira a seguir!

Infraestrutura tradicional

O modelo tradicional baseia-se na montagem da estrutura física e lógica de um data center — ou seja: na escolha de hardwares e softwares que acompanhem o crescimento do volume de dados e, também, a demanda de otimização dos processos.

Devido à escolha pelos melhores fabricantes de cada item, a infraestrutura tradicional corre o risco de causar uma arquitetura heterogênea de TI à empresa, formando uma espécie de colcha de retalhos no sistema de armazenamento de dados.

Infraestrutura convergente

A estrutura se baseia na virtualização e reúne tecnologias de segurança, rede, servidores e roteadores. Em comparação ao modelo tradicional, ela reduz os custos de implementação e permite que uma organização transfira o investimento para seu core business.

Esse modelo permitiu que as empresas obtivessem padronização e plataformas de administração comuns, porém com recursos de servidor e armazenamento separados fisicamente.

Infraestrutura hiperconvergente

A infraestrutura hiperconvergente integra:

  • elementos de computação;
  • dispositivos de armazenamento de dados;
  • soluções de rede;
  • hardwares;
  • sistemas de segurança da informação;
  • software de virtualização.

Isso ocorre em um sistema único, otimizando o espaço em um dispositivo ou rack dimensionável. Como é controlado por software, o gerenciamento da infraestrutura é mais simples e todos os recursos ficam visíveis para o administrador.

Quais as 6 vantagens da hiperconvergência para uma empresa?

O modelo hiperconvergente gera uma melhora na eficiência operacional da equipe, a redução de custos, uma menor complexidade das operações e o escalonamento dos recursos de forma automática. Veja mais benefícios abaixo!

1. Eficiência de dados

Uma infraestrutura hiperconvergente aumenta a agilidade dos serviços e ajuda a reduzir o armazenamento, a largura de banda e os requisitos IOPS.

2. Rápida implementação

Como tudo é pré-instalado e pré-configurado, não há a necessidade de integradores de sistemas externos. A tecnologia é implementada em questão de minutos, restando apenas a tarefa de apertar um botão.

3. Escalabilidade

A escalabilidade é uma das principais características dessa infraestrutura. A hiperconvergência é uma abordagem baseada em unidades de desenvolvimento, que permite que a TI expanda suas capacidades a partir da adição de unidades.

4. Proteção de dados

Em um ambiente hiperconvergente, o backup e a recuperação de desastres estão embutidos. Eles fazem parte da infraestrutura, não sendo adições terceirizadas.

5. Redução de custos

redução de gastos, alinhada à eficiência, segurança e escalabilidade, é uma busca constante em todas as organizações. Com a redução da equipe necessária para o gerenciamento e a maior eficiência, os custos de investimento, operação e propriedade são menores, o que aumenta o foco nos resultados dos negócios.

6. Melhor desempenho

A hiperconvergência reúne os recursos tecnológicos mais modernos. Eles simplificam as operações de TI, facilitando o gerenciamento e a escalabilidade, o que possibilita uma maior eficiência e agilidade.

Em quais casos a infraestrutura hiperconvergente é indicada?

A infraestrutura hiperconvergente é usada em servidores de empresas pequenas e de médio porte, filiais e escritórios a distância. Ela estende rapidamente um ambiente virtual, simplificando as operações e dando suporte a qualquer requisito de carga de trabalho novo e crescente.

Os sistemas de infraestrutura hiperconvergente oferecem soluções com resultados e custos operacionais previsíveis, indicados para negócios que precisam de maior velocidade nos processos.

Tal recurso é ideal para gerentes de TI que buscam inovar na empresa em que atuam com um bom custo-benefício. Isso ocorre por meio de uma infraestrutura de TI completa e virtualizada, com todos os ativos de rede, sistemas de segurança da informação, hardwares, softwares de alta performance e acesso aos dados armazenados.

Como existem muitos softwares hiperconvergentes disponíveis no mercado atualmente, o eleito deve ser aquele que melhor se adapta à realidade do negócio. É preciso analisar qual realmente vai transformar seus servidores e sua rede de armazenamento em sistemas simples e práticos.

E você? Qual é sua opinião sobre a infraestrutura hiperconvergente? Deixe um comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *