5 dúvidas respondidas sobre inventário de computadores

Existe uma frase muito comum entre os administradores que diz: o que não é medido não pode ser gerenciado. A partir dessa constatação, já se pode perceber a importância de fazer um inventário de computadores na empresa.

Nesse inventário, basicamente, se concentram todas as informações de software e hardware dos computadores da organização. Ao criar esse banco de dados, fica muito mais fácil direcionar os próximos investimentos, além de possibilitar que se estime o valor do patrimônio, por exemplo.

Com esses exemplos, já começamos a perceber o quão importante é realizar esse inventário para o desenvolvimento ordenado de uma organização que utilize computadores em rede.

No entanto, o procedimento para realizar esse controle varia. Existem muitas ferramentas disponíveis na internet (pagas e gratuitas) para essa finalidade. Entre essas ferramentas, não existe uma que seja padrão — ideal para todos os casos. Cada caso é um caso. O importante é ter uma boa gestão de TI, para que o crescimento seja inerente ao seu empreendimento.

Acompanhe o artigo e tire suas principais dúvidas sobre o tema!

1. O que é inventário de computadores?

Como já dito: é um banco de dados no qual se armazenam todas as informações necessárias de hardware e software dos computadores de uma empresa, de modo que se possa rastrear seus computadores e periféricos. De que informações estamos falando? Confira:

  • Quantos computadores temos na empresa?
  • Quantos são desktops e quantos são notebooks?
  • Qual o sistema operacional de cada um deles?
  • Estão atualizados?
  • Contam com antivírus?
  • Existe algum programa não autorizado instalado?
  • Quem é o usuário de determinado PC?
  • Qual o tamanho do HD, memória e qual o processador?
  • O que preciso atualizar para aumentar a produtividade da empresa?

Essas são algumas informações básicas que devem constar no inventário.

2. Quais ferramentas posso utilizar?

Para uma pequena empresa, é relativamente simples que um funcionário realize a contagem dos computadores, preencha uma lista com as informações de hard e software e a atualize de tempos em tempos. É possível fazer isso em uma planilha.

Mas agora imagine fazer isso para uma organização com 20, 30, 50 computadores! A planilha é funcional apenas nos pequenos casos. Para empresas maiores, o recomendado é que se utilize ferramenta própria para isso.

Existem na web diversas opções gratuitas e pagas que prometem solucionar os seus problemas. Mas em meio a tantas opções, essa incerteza acaba se tornando o próprio problema. Veja a lista a seguir:

  • Spiceworks: ferramenta gratuita, basta instalar e escanear a rede. É relativamente fácil de usar e pode fornecer atualizações diárias ou agendadas de relatórios;
  • DELL Kace, Lansweeper, SysAid: ferramentas pagas, facílimas de usar, oferecem atualizações constantes e suporte. Ideal para grandes empresas (100 computadores ou mais). O preço pode ser um pouco “salgado”;
  • Active Directory do Windows: domínio no qual você cadastra os terminais dentro do servidor;
  • System Analyser Diagnostic and Reporting Assistant (Sandra): gratuito por tempo determinado. Essa ferramenta faz análise profunda do PC, dos programas instalados e dos periféricos.

Quando se trata de TI, a informação é seu bem mais precioso. Por isso, é importante centralizar suas informações em um domínio que lhe ofereça segurança.

3. Qual a importância do inventário de computadores para manter o controle no setor de TI?

Ter posse das informações mais básicas e necessárias sobre seu “parque” de computadores é passo crucial para manter o controle sobre o setor de TI. Dessa forma, é possível identificar gargalos de produção, que podem ser ocasionados por alguma máquina ou programa desatualizado ou defeituoso. Fuja dos principais erros cometidos na área de TI.

A segurança de suas máquinas também é um fator que merece atenção considerável. Quando se tem o devido controle da utilização dos computadores, sabendo quem está a utilizá-los e como se dá essa utilização, fica mais fácil manter a integridade deles.

O inventário traz a informação dos programas instalados em cada computador, reportando a presença de programas não autorizados.

4. O inventário pode auxiliar a direcionar os investimentos?

Já foi citado que a partir do inventário podemos identificar o estado em que se encontram as máquinas da organização. Então, se o sistema operacional está desatualizado, se o prazo do antivírus expirou, se o processador ou a memória de alguns computadores estão apresentando irregularidades ou erros, fica muito mais fácil descobrir o endereço do problema.

Com esse endereço, é possível direcionar os novos investimentos. Dessa forma, o inventário ajuda na tomada de decisões. Com ele, é mais fácil decidir quanto e onde investir os recursos que nem sempre estão disponíveis. E essa “ajuda” na tomada de decisões pode ser crucial para aumentar a competitividade da empresa no mercado e melhorar a produtividade de maneira geral.

5. É possível criar seu próprio programa de inventário?

A resposta é: sim, é possível! Caso você ou sua equipe estejam familiarizados com o desenvolvimento de programas e aplicativos podem se sentir à vontade para criar seu próprio programa de inventário.

Existem diferentes maneiras de fazer isso. A aplicação FileMaker Pro está disponível para qualquer sistema Mac ou PC e possui um modelo para incluir os estoques de rede, que poderá lhe auxiliar na criação do seu banco de dados.

Outra maneira consiste na criação de um aplicativo e, para isso, você provavelmente precisará de um site de hospedagem. Existem alguns sites de hospedagem de banco de dados livres, como o mysql.

É importante salientar a importância de ter um profissional exclusivo para essa função (a depender do tamanho de sua empresa), pois os computadores são peças importantíssimas do patrimônio, e podem representar o motivo de crescimento ou de decadência de uma organização.

Às vezes, computadores ou peças se perdem, programas funcionam com baixa eficiência e os responsáveis podem nem ficar sabendo. É indispensável para uma companhia que se aprenda a reduzir custos de maneira eficiente.

Esperamos que essas perguntas e respostas tenham clareado suas ideias a respeito do inventário de computadores e sua importância! É um assunto que, a princípio, parece complexo, mas com um pouco de paciência e dedicação podemos desvendar seus mistérios.

E se você achou relevante este conteúdo, o compartilhe nas redes sociais, para que a informação alcance mais pessoas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *